Entre em contato
48 34339020

Arquivos diários:4 de maio de 2016

Gestante não perde estabilidade por recusar transferência após término de contrato de prestação de serviço

Fonte: www.tst.jus.br A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu o direito à estabilidade de uma gestante que recusou a transferência de Mogi das Cruzes para São José dos Campos (SP), a 65 km de distância, após encerramento de contrato de prestação de serviços com a Gerdau S.A. A empregada era técnica em segurança […]

Ler mais